Jane Fraser #lideracomoMãe no mercado financeiro

LidereComoMae_JaneFraser_CitiCeo
0

A inspiração do fim de semana: Jane Fraser #lideracomomãe em uma das maiores instituições financeiras do mundo.

Mais um teto de vidro é quebrado por uma #mãe: em fevereiro de 2020, Jane Fraser se tornou a primeira mulher a liderar um grande banco dos Estados Unidos ao assumir o cargo de CEO do Citigroup.

O CEO do Citi, Michael Corbat, anunciou sua aposentadoria após 37 anos na empresa, e o conselho do Citi escolheu Fraser, que presidia e era CEO do banco de consumo global.

A notícia é notável não apenas porque Fraser será a única mulher liderando uma grande instituição financeira americana, mas também porque ela é uma mãe de dois meninos que falou abertamente sobre os sacrifícios que fez em sua escalada até o topo.

“Você não pode ter tudo”, disse Fraser em 2012, relata Axios “É preciso abrir mão de muitas coisas pessoal e profissionalmente.”

Tudo junto a conta não fecha, é preciso escolher:

Ela teve que abrir mão de um emprego tempo integral quando seus filhos eram pequenos.

Ela começou sua carreira na Goldman Sachs, mas ela queria ter uma família, e não havia nenhum modelo de mãe na liderança para ela seguir na época, então ela mudou para um papel de meio período como consultora na McKinsey.

“Isso foi difícil”, disse ela à CNN. “Você está vendo pessoas que você gerenciou e trouxe para a empresa progredindo mais rápido do que você.”

Ela recebeu a notícia de que havia se tornado sócia na McKinsey duas semanas depois de ter um filho, relata o The New York Times.

Em um discurso de 2016 em uma conferência do setor financeiro em Miami, ela se lembrou de estar correndo para chegar na reunião pensando ao mesmo tempo: “Eu tenho que alimentar o bebê”.

Meio período na McKinsey ainda era um trabalho exigente.

O mentor de Fraser, Lowell Bryan, disse ao Financial Times que ela trabalhava em seu computador na cozinha às 3 da manhã.

Para chegar lá, objetivos claros e informação foram fundamentais:

É uma história que inspira aquelas mães que reduziram suas horas de trabalho enquanto seus filhos são pequenos (ou durante uma pandemia como a que estamos enfrentando) para que olhem além deste momento e não desistem de seus objetivos de carreira de longo prazo.

Embora mulheres representem cerca da metade da força de trabalho, ainda estão sub-representadas nas posições de alta liderança, especialmente em cargos administrativos e no que os cientistas sociais chamam de profissões “gananciosas”, como finanças, direito e consultoria, de acordo com o The New York Times.

As mulheres com alto nível de formação representam apenas 5% dos executivos-chefes das grandes empresas e um quarto dos 10% das pessoas com maior nível de renda nos Estados Unidos.

Um grande motivo para a lacuna: depois que mulheres têm filhos, tendem a assumir cargos menos exigentes, para poder conciliar o cuidado das tarefas domésticas e ser o suporte para que seus  parceiros trabalhem muitas horas.

Essa “trilha da mamãe” normalmente coloca as mulheres fora da disputa das altas posições de lideranças- outra razão pela qual a ascensão de Fraser é tão histórica.

Depois de uma década na McKinsey, ela ingressou no Citi em 2004 na divisão Corporate and Investment Banking, e trabalhou seu caminho pelos 16 anos seguintes, agora administrando sua maior divisão global.

 

Um sistema de apoio de confiança não pode faltar

No entanto, a Jane teve uma grande ajuda durante esse período: em 2008, seu marido, Alberto Piedra, deixou o emprego como chefe do banco global do Dresdner Kleinwort para cuidar dos filhos e apoiar sua carreira.

Essa é uma vantagem que os homens costumam desfrutar, mas não as mulheres.

Um estudo de 2019 descobriu que 70 por cento dos homens casados ​​que ganham mais têm parceiras que ficam em casa.

Apenas 22% das mulheres casadas que ganham mais têm um cônjuge que fica em casa.

É outra maneira pela qual a biografia de Fraser desperta esperança: para casais ambiciosos e com filhos, é possível abrir um caminho para o sucesso alternando a carreira que terá prioridade durante os diferentes estágios de sua vida.

Na voz dela:

Isso não quer dizer que nada será fácil, Fraser confessou a um entrevistador interno da McKinsey depois que ela deixou a empresa de consultoria:

“Ser mãe de filhos pequenos e ter uma carreira é a coisa mais difícil que já tive de fazer”,

A Jane Fraser  inspira abrindo um caminho para outras mães liderarem como mães no mercado de trabalho, assim como ela.


Traduzido do Inglês da matéria original disponível AQUI.

Leave us a comment