Sophie Power #lideracomomãe nas ultramaratonas

SophiaPower
0

A inspiração do fim de semana: Sophie Power #lideracomomãe nas ultramaratonas.

Esta imagem captura o momento no qual a ultramaratonista britânica Sophie Power (mãe de 3) amamenta seu filho de 3 meses, Cormac, durante uma pausa na Ultra Trail du Mont Blanc – UTMB de 171KM.  ❤

Na voz dela:

“Cormac geralmente se alimenta a cada três horas, e demorei 16 horas para chegar a Courmayeur, onde poderíamos nos encontrar por primeira vez, até esse momento eu estava fazendo a extração manual em todos os pontos de parada na corrida. Ao nos encontrarmos fiquei tão aliviada que ele estava com fome e eu pude acolher ele neste momento!”

Para chegar lá, objetivos claros e planejamento foram fundamentais:

Sophie fez mudanças sutis durante a corrida porque estava amamentando tudo pensado com antecedência a partir de um planejamento preciso.

A primeira coisa que acontece quando você é mãe é perder o tempo para si mesma. Acho importante ter uma conversa com sua rede de apoio e dizer: -Este é o meu objetivo. Estes são os momentos em que vou precisar treinar e vou garantir que os tenha disponíveis e priorizarei.-
Caso contrário, você adia porque você sempre vem em segundo lugar e seus filhos sempre vêm em primeiro lugar.

 

Um sistema de apoio de confiança não pode faltar:

A formação de um sistema de apoio forte garantiu que o Cormac recebesse o leite que era extraído durante as breves paradas nos postos de socorro ao longo da corrida.

Foi o resultado de literalmente anos de planejamento, desde a minha primeira gravidez. Isso nunca teria acontecido sem minha equipe de apoio.
Meu marido, minha babá e meus dois treinadores foram as quatro pessoas que me colocaram nessa linha de largada.
E a recepção em Chamonix [uma comuna no sudeste da França], onde corri com meu filho mais velho, Donnacha, e peguei Cormac antes da linha de chegada, foi simplesmente incrível.

Sophi Power


Ela completou a Ultra Trail du Mont Blanc – UTMB de 171KM, intensa corrida pela França, Itália e Suíça, em 43 horas e 33 minutos.💪🏻

A partir desta imagem que viralizou,  Sophie compartilhou sua história como ultramaratonista da gravidez à performance no documentário  Sophie Power – The journey From Pregnancy to Performance.

 

O #momspower é um diferencial para a ultramaratonista:

Ser mãe me tornou uma corredora muito melhor de várias maneiras.

Quando você cuida de crianças, fica muito melhor em multitarefa e pensando: “O que elas precisam neste momento?

Quando você está se cuidando em uma corrida, são as mesmas perguntas que você faz sobre um bebê.

“Eles beberam o suficiente? O suficiente para comer?”

Você também está voltando ao básico consigo mesmo.

 

Você também aprende a estar preparado para todas as eventualidades.
É como a enorme mochila que carrego quando estou levando meus dois meninos para sair.

Há algo naquela mochila para lidar com tudo o que pode acontecer.

Mas a coisa mais brilhante de estar em uma corrida como mãe é a quebra mental.

Durante a corrida a única pessoa com a qual eu precisava me preocupar era comigo mesma.

 

❤️ Foi inspirador? Compartilhe este post e espalhe o brilho #momspower na sua rede.

 

Assista a seguir o documentário Sophie Power – The journey From Pregnancy to Performance, uma inspiração #momspower empoderada de oxitocina❤️.

 

💬 Como a maternidade empoderou você? Comenta e compartilha com a gente sua experiência 👇


Fontes: ESPM, The Guardian.

Deixe-nos um comentário